Exercício como coadjuvante terapêutico

Existem hoje evidências científicas seguras do papel do exercício como coadjuvante terapêutico em numerosas doenças. De entre as várias patologias, salientam-se a resistência à insulina, a diabetes tipo 2 a dislipidemia, a hipertensão, a obesidade, a doença obstrutiva crónica (DPOC), a doença coronária e a osteoporose, entre outras.

Para realizar exercício com estes doentes, existem recomendações específicas que devem ser cumpridas escrupulosamente com o apoio sistemático da parte médica.

Como verão a seguir, para o cálculo da intensidade usa-se frequentemente a chamada “escala subjectiva de esforço de Borg”. Mais não é do que uma tabela numérica a que corresponde uma descrição simples mas rigorosa daquilo que as pessoas estão a sentir quando estão a fazer esforço (ver figura). É uma forma muito simples mas muito útil de relativizar o esforço a cada um. Sei que estão a pensar que a frequência cardíaca (FC) parece ser um meio mais rigoroso. Em doentes, não é. Como muitas vezes o descondicionamento é tão grande, a FC pode dar-nos indicações erradas. Por exemplo, para um doente obeso, a FC pode estar pouco acima do repouso mas o excesso de peso pode tornar um simples exercício de subir e descer um degrau numa exigência muito intensa e cansativa. A escala de Borg é uma forma simples e inteligente de adaptar o esforço a cada um.

 

Resistência à insulina

Exercício recomendável:

– Treino individualizado

– Atenção especial às complicações do aparelho locomotor (ex: osteoartrite)

– Duração: objectivo 30’

– Intensidade: 12-13 na Escala de Borg com períodos curtos de 15-16

– Frequência: 3-4 x/semana

– Forma: caminhada, bicicleta, jogging, natação, remo, etc.

 

 

Diabetes Tipo 2

Exercício recomendável:

– Atenção particular às neuropatias

– Controlo da intensidade pelo Escala de Borg

– Duração: objectivo 30’

– Intensidade: 12-13 na Escala de Borg com períodos curtos de 15-16

– Frequência: 3-4 x/semana

– Forma: caminhada, bicicleta, jogging, natação, remo, etc.

– Treino de força: acentuação nas repetições

– Ingestão de hidratos de carbono no final

– Controlo da glicemia antes e no final do exercício

 

 

Dislipidemia

Exercício recomendável:

– Treino individualizado

– Volume: 20-30 Km/semana

– Intensidade: 12-13 na Escala de Borg

– 2 sessões diárias maximiza os efeitos

– Forma: caminhada, bicicleta, jogging, natação, remo, etc.

 

 

 

Hipertensão

Exercício recomendável:

– Treino individualizado

– Atenção especial às complicações do aparelho locomotor (ex: osteoartrite)

– Duração: objectivo 30 min

– Intensidade: 12-13 na Escala de Borg com períodos curtos de 15-16

– Frequência: 3-4 x/semana

– O treino de endurance pode ser substituído 2x/semana por treino da força muscular

– Forma: caminhada, bicicleta, jogging, natação, remo, etc.

 

Obesidade

Exercício recomendável:

– Treino individualizado

– Atenção especial às complicações do aparelho locomotor

– Optar por, numa fase inicial por exercícios “non weight-bearing”

– Duração: objectivo 30 min

– Intensidade: 12-13 na Escala de Borg com períodos curtos de 15-16

– Frequência: 3-4 x/semana

– Forma: caminhada, bicicleta, jogging, natação, remo, etc.

 

 

DPOC

Exercício recomendável:

– Caminhada diária;

– Intensidade: Escala de Borg 16-17

– Começar com 2x/semana nas primeiras 7 semanas

– Avaliações trimestrais

– Registos diários da duração do exercício e da dispneia

– Avaliações com base nos testes da Danish Lung Association

 

 

Doença coronária

Exercício recomendável:

– Treino individualizado

– Duração: no mínimo 30 minutos/dia, para um dispêndio de energia de no mínimo 1000/Kcal por semana, objectivo 30 min

– Intensidade: Progressiva em função da estratificação do risco

– Deve iniciar-se entre 1.5 a 2 semanas após enfarte

 

No caso enfarte, a prescrição poderá ser:

– Primeiras 4 semanas:

– 10’ aquecimento em bicicleta com 10 na Escala de Borg

– Seguem-se mais 10 minutos a 12-13

– Mais 3-5 min de novo a 10

– 2x/semana nas 2 primeiras semanas e 4x na 3ª semana primeiras semanas

– Nas semanas 4-8 repete-se o programa da 3ª semana

– Teste ao fim dos primeiros 2 meses

 

 

 

Osteoporose

Exercício recomendável:

– Primeiras 4 semanas:

– 10’ aquecimento em bicicleta com 10 na Escala de Borg

– Seguem-se mais 10 minutos a 12-13

– Mais 3-5 min de novo a 10

– 2x/semana nas 2 primeiras semanas e 4x na 3ª semana primeiras semanas

– Nas semanas 4-8 repete-se o programa da 3ª semana

– Teste ao fim dos primeiros 2 meses Possíveis mecanismos:

– Recomenda-se o treino de força com especial incidência nos membros inferiores

– Treino proprioceptivo

 

 

 

Último comentário
Seja o primeiro
a comentar
este artigo.

Envie o Seu Comentário

Todos os comentários que colocar mostram o seu nome. Ao enviar um comentário está a aceitar os nossos Termos e Condições.

*Campos obrigatórios