O treino da força muscular numa perspectiva de saúde

Sei que muitas pessoas pensam que treinar a força muscular é apenas para atletas ou para quem quer, como se diz, “ganhar músculo”. Mas não é verdade. O treino da força tem inúmeras vantagens do ponto de vista da saúde. Porquê?

1. Efeito da idade.

À medida que a idade vai avançando, vamos perdendo massa muscular e ganhando massa gorda. Neste sentido, a única alternativa que temos é tentar atenuar essa perda através de treino intenso usando pesos livres, máquinas de musculação ou mesmo o peso do próprio corpo. Para além dos músculos, com a idade vamos perdendo massa óssea. Isto é, os ossos vão ficando menos densos e, portanto, mais frágeis. A utilização de pesos é determinante para contrariar esta perda e, por isso, se diz que o treino com pesos é tão importante para prevenir a osteoporose.

2. Ajuda a controlar o peso

O treino muscular é uma excelente forma de “queimar” calorias, por um lado e, por outro, ao aumentar a massa muscular perdemos peso mais facilmente! Como? A massa muscular é um tecido que consome mais energia que a gordura. Isto é, para o mesmo peso, o músculo é muito mais denso fazendo aumentar aquilo que se designa por taxa metabólica basal (TMB). De forma simples, a TMB corresponde à quantidade de energia que gastamos para vivermos sem qualquer tipo de movimento. Por exemplo, a energia que gastamos quando estamos deitados repousadamente numa cama. Facilmente se perceberá que se aumentarmos a TMB o organismo acaba por consumir mais energia e, deste modo, tornar mais fácil a perda de peso ou, melhor dizendo, diminuir a massa gorda. De facto, como já referi algumas vezes nestes artigos, duas pessoas com o mesmo peso podem ter uma composição do seu corpo completamente diferente. Podem 2 homens ter 72 kg e um deles ter uma elevada percentagem desse peso à custa de gordura e o outro ser magro mas com uma alta percentagem de massa muscular. Se o “gordinho” já tem a desvantagem de ter gordura em exagero, tem ainda o inconveniente de ter reduzida massa muscular e, por isso, uma TMB baixa. E entramos assim num ciclo vicioso: massa gorda implica menos gasto de energia que, por si, facilita o aumento da gordura… Esta é uma das razões bem interessantes para treinar força muscular: gerir melhor o nosso peso.

3. Reduz o risco de lesão

As quedas são uma das causas mais importantes de aumento da mortalidade e morbilidade em pessoas acima dos 60 anos. As pessoas mais velhas caiem com mais facilidade porque, entre outras razões, começam a perder força e equilíbrio e, desta forma, qualquer perturbação da marcha ou obstáculo pode resultar em queda. Cair aos 20 anos tem uma consequência. Aos 60 ou 70 pode ser muito mais grave porque a fragilidade óssea é muito maior e, como tal, muito mais fácil de acontecer uma fractura. A fractura leva a acamamento, imobilização e ou cirurgia e todo o quadro se passa a agravar de forma rápida e, às vezes, incontrolada. Ou seja, treine para não cair e, se isso acontecer, para que tenha consequências menos graves.

4. Regulação hormonal

Particularmente nos homens, a hormona sexual masculina, testosterona, começa a diminuir a sua produção com a idade. Essa diminuição tem consequências bem marcadas nos homens com especial incidência na perda de massa muscular e alterações na sexualidade, entre outras. Ora, o treino da força muscular pode ser um excelente estímulo para o aumento na produção de testosterona com todas as consequências positivas associadas.

Por estas 4 razões, treine a sua força muscular, independentemente da idade ou do sexo. Músculos: use-os ou perca-os.

Último comentário
Seja o primeiro
a comentar
este artigo.

Envie o Seu Comentário

Todos os comentários que colocar mostram o seu nome. Ao enviar um comentário está a aceitar os nossos Termos e Condições.

*Campos obrigatórios